A PARÁBOLA DA FIGUEIRA - EXORTAÇÃO À VIGILÂNCIA


(Evangelho de Mateus cap. 24 vers.32-44)


32- Aprendei, pois, a parábola da figueira : quando já os seus ramos se renovam e as folhas brotam, sabeis que está próximo o verão. 33- Assim também vós : quando virdes todas essas coisas , sabei que está próximo , às portas . 34- Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que tudo isso aconteça. 35- Passará o céu e a terra , porém as minhas palavras não passarão . 36- Mas a respeito daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus , nem o Filho, senão o Pai . 37- Pois assim como foi nos dias de Noé , também será a vinda do Filho do Homem. 38- Porquanto , assim como nos dias anteriores ao dilúvio comiam e bebiam, casaram e davam-se em casamento , até ao dia em que Noé entrou na arca . 39- e não o perceberam , senão quando veio o dilúvio e os levou a todos , assim será também a vinda do Filho do Homem . 40- Então , dois estarão no campo , um será tomado , e deixado o outro ; 41- duas estarão trabalhando num moinho , uma será tomada , e deixada a outra . 42- Portanto , vigiai , porque não sabeis em que dia vem o vosso Senhor . 43- Mas considerai isto : se o pai da família soubesse a que hora viria o ladrão , vigiaria e não deixaria que fosse arrombada a sua casa . 44- Por isso , ficai também vós apercebidos ; porque , à hora em que não cuidais , o Filho do Homem virá .

  Lição que extraímos :

O brotar das folhas da figueira simboliza eventos que ocorrerão durante a tribulação . Por outro lado , alguns intérpretes crêem que a "figueira" também representa a restauração de Israel como um estado político. Vers. 33- Todas essa coisas - Todas essas coisas refere-se a todos os sinais que ocorrerão durante a tribulação . O sinal principal é a "abominação da desolação : A medida que os eventos proféticos se sucedem , os fiéis da tribulação examinando as Escrituras verão todas essas coisas e saberão que o Senhor está próximo ,às portas ". Vers.34- Esta geração - Esta geração pode referir-se à geração que presencia a intensificação dos sinais gerais dos tempos , que terminam com os sinais da tribulação. Ou pode referir-se ao povo judaico como raça que permanece distinta até hoje. Vers.36- mas unicamente meu Pai - O versículo 36 afirma que o "Filho" não sabe o tempo da sua volta . Esta expressão refere-se apenas ao tempo em que Cristo esteve na terra . Certamente , quando Jesus reassumiu a sua glória anterior , passou a conhecer a data da sua futura volta . Vers. 37- A vinda do Filho do Homem, - As declarações de Jesus sobre a vinda do Filho do Homem revelam que ela abrange dois aspectos : "A vinda do Filho do Homem" refere-se , tanto à primeira fase da sua volta , numa data desconhecida , antes da tribulação . O arrebatamento da igreja - para buscar os santos da igreja , isto é, o arrebatamento como também a segunda fase da sua vinda que ocorrerá depois da tribulação para julgar os ímpios e recolher os justos no seu reino. Que Cristo se referiu a dois eventos , isto é, tanto à sua volta imprevisível, como também à sua volta previsível., vê-se pelo fato que Ele cita três diferentes categorias de pessoas nos versículos 37-44 ilustrando os "dias de Noé". As três categorias de pessoas e seu relacionamento com a vinda de Cristo são :

 1) As vítimas do dilúvio os dias de Noé representando os descrentes da tribulação. Não sabem a ocasião da volta de Cristo e estão despreparados. Serão destruídos no tempo do fim .Trata-se de uma referência à segunda fase da sua volta depois da tribulação.

 2) Noé representando os crentes da tribulação . Por causa dos sinais do tempo do fim, os santos da tribulação sabem quase exatamente o momento da volta do Senhor e estarão preparados e serão salvos. A ocasião da volta de Cristo para eles ocorre ao tempo previsto. Aqui trata-se da segunda fase da volta de Cristo, depois da tribulação.

 3) Os discípulos de Jesus . Eles representam os crentes dos nossos dias, isto é ,os crentes da igreja, antes da tribulação, que não saberão o tempo da volta de Cristo para levá-los ao céu . Não haverá sinais específicos precedendo a vinda do Senhor para buscá-los, pois Cristo declara que ela correrá inesperadamente. Note que Jesus assemelha os discípulos (isto é, os santos da igreja) não com Noé (isto é, os crentes da tribulação) mas com o povo do dilúvio (conforme "não o perceberam" v.39 com "não sabeis" v42) Isto porque os santos da Igreja em certo sentido assemelham-se ao povo do dilúvio. Eles não saberão o tempo da volta de Cristo e semelhantemente serão surpreendidos quando Ele vier. Devem portanto, aplicar toda a diligência a fim de estarem prontos para qualquer momento (v.44) Vers. 40 - será levado um, e deixado o outro . A declaração de Cristo , de que , "será levado um e deixado o outro", precede sua exortação aos santos da igreja . Portanto as palavras "será levado um , e deixado outro "provavelmente referem-se aos santos da igreja ( são os crentes) , tirados dentre os ímpios no arrebatamento . Vers. 42- Portanto vigiai -"Vigiar "é um imperativo presente e denota uma vigília constante no tempo atual. A razão para a vigília constante , hoje, e não apenas no futuro , é que os crentes dos dias atuais não sabem quando o senhor virá buscá-los Não haverá sinais específicos de aviso para eles .A volta de Cristo para buscar a igreja ( que são os crentes) pode ocorrer a qualquer dia .A advertência de Cristo aos seus discípulos para estarem sempre apercebidos para a sua vinda , por não saberem quando ela se dará , cremos ser uma referência à volta de Cristo, vindo do céu , para tirar do mundo , os santos da igreja , isto é, o arrebatamento .


1) Jesus afirma claramente que sua vinda para levar os santos antes da tribulação será uma ocasião inesperada . Ele não somente declara que eles não sabem a hora , mas também que Ele voltará à hora em que não pensais. Isto indica claramente que haverá surpresa , espanto, e que os fiéis não saberão o momento certo da sua vinda . Assim sendo, para os santos da igreja de Jesus virá num momento inesperado. Isto claramente fala de surpresa , pasmo e rapidez nesta especifica fase da segunda vinda de Cristo .

 2) Quanto à vinda de Cristo com poder e grande glória para julgar o mundo depois da tribulação , ela será aguardada e prevista . O cumprimento dos eventos e sinais durante a tribulação suscitam nos santos a certeza e a expectativa da ocasião da volta de Cristo , ao passo que os santos da igreja dos dias atuais terão surpresa por ocasião do seu arrebatamento. A vinda de Cristo depois da tribulação é comumente chamada a segunda fase da vinda de Cristo . a vinda de Cristo num momento desconhecido será tão inesperado quanto a chegada do ladrão que arromba a casa . Por isso o discípulo dedicado deve estar preparado a todo o momento para a vinda do Senhor. Cristo mais uma vez fala da sua volta para buscar os fiéis da sua igreja num momento inesperado e desconhecido .

1) Este alerta não é para os santos da tribulação . A única maneira de harmonizar o ensino de Cristo sobre a sua vinda inesperada , com o outro ensino sobre a sua vinda prevista , é considerá-la sob duas fases : A primeira fase envolve a sua volta para arrebatar da terra os salvos , antes da tribulação num momento inesperado . A segunda fase é a sua vinda no final dos tempos , numa ocasião esperada , isto é, depois da tribulação e dos sinais cósmicos para destruir os ímpios e estabelecer o seu reino da terra .

 2) Assim como a vinda de Cristo predita no Antigo Testamento consistia de duas fases , isto é , sua vinda para morrer pelo pecado e sua vinda para reinar .

3) A advertência premente de Cristo no sentido de sempre estarmos espiritualmente prontos para sua vinda repentina aplica-se a todos os crentes antes da tribulação . É um motivo de perseverança na fé . A respeito daqueles que estão na igreja , mas são infiéis ao Senhor é impossível estarem vigilantes e preparados para a volta inesperada de Cristo , se os tais não crêem que Ele pode vir agora .

 4) Qualquer crente professo que vive em pecado , julgando que Jesus tardará a vir , tornar-se-á como o servo mau da parábola . Ele não percebe o risco da volta do Senhor pegá-lo de surpresa . É significativo Jesus associar a infidelidade e a hipocrisia à crença e ao desejo de que Ele demore a voltar. O que é tribulação ? É sofrimento , é aflição , é tristeza . O que é arrebatamento ? Arrebatamento deriva da palavra raptus em latim , que significa "arrebatado rapidamente e com força " Em 1º Tessalonicenses -vers 4.16.17 -lemos : "Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido , e com voz de arcanjo , e com a trombeta de Deus : e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro ; depois , nós , os que ficamos vivos , seremos arrebatados juntamente com Ele nas nuvens , a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.

VOLTAR AO ÍNDICE DAS PARÁBOLAS